Províncias

Conteúdo da Lei é tema de debate

Augusto Baptista | Luena

Mulheres de vários estratos sociais foram informadas ontem, no Luena, durante uma palestra, sobre o conteúdo da Lei da Violência Doméstica, aprovada o ano passado pela Assembleia Nacional.

Mulheres de vários estratos sociais foram informadas ontem, no Luena, durante uma palestra, sobre o conteúdo da Lei da Violência Doméstica, aprovada o ano passado pela Assembleia Nacional.
A chefe da secção para a política familiar da direcção provincial da Família e Promoção da Mulher, Lourdes Inocência dos Santos, afirmou que quanto maior for o número de mulheres informadas sobre a Lei da Violência Doméstica maior será a redução de ofensas.
A responsável disse que a fuga à paternidade, o abandono familiar, desavenças, ofensas corporais e morais são as ocorrências mais frequentes registadas na direcção provincial do Moxico da Família e Promoção da Mulher. 
“Temos recebido muitos pedidos dos municípios para a resolução de vários problemas, o que é preocupante, porque notamos que nestas localidades há um desconhecimento quase total sobre a Lei da Violência Doméstica”, salientou Lourdes Inocência dos Santos, que solicitou a colaboração da sociedade na luta contra a violência doméstica.
Durante o ano passado, a direcção provincial da Família e Promoção da Mulher registou 169 casos de violência doméstica, mais quatro em relação a 2011.
A população é aconselhada a denunciar às autoridades os casos de violência doméstica. As acções de sensibilização realizam-se fundamentalmente em locais de maior concentração populacional.

Tempo

Multimédia