Províncias

Continuam os casos de violência doméstica

A Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher no Moxico registou, entre Janeiro e Fevereiro, 55 casos de violência doméstica, revelou sexta-feira no Luena a responsável do sector, Glória Ernesto Masseca.

A Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher no Moxico registou, entre Janeiro e Fevereiro, 55 casos de violência doméstica, revelou sexta-feira no Luena a responsável do sector, Glória Ernesto Masseca.
Glória Ernesto Masseca, que dissertava sobre o tema “Mulher angolana, mais rigor, mais transparência e melhor governação”.
Durante uma palestra realizada no Comando da Região Militar Leste, no âmbito da Jornada “Março Mulher”, adiantou que foram ainda registados, no mesmo período, 20 casos de separação de cônjuges, oito gravidezes precoces, cinco desalojamentos e 19 fugas à paternidade, entre outros litígios familiares.
Para reduzir o número de casos de violência doméstica, geralmente provocados por consumo excessivo de bebidas alcoólicas, poligamia, desentendimento entre cônjuges e maus vícios, o Ministério da Família tem realizado palestras no âmbito do programa denominado “Não à violência”.
Os oficiais, sargentos, praças e trabalhadores civis que participaram no encontro ouviram a directora provincial falar sobre o papel que a mulher desempenha na sociedade.   O estigma e a discriminação, a violência nos lares, igualdade de direitos e oportunidades, assim como a fuga à paternidade foram alguns dos temas abordados na palestra.
Ainda no contexto da jornada “Março Mulher” está prevista uma campanha de sensibilização sobre a malária e VIH/Sida, visitas ao posto de enchimento de gás e à histórica povoação do Moxico Velho, entre outras actividades.

Tempo

Multimédia