Províncias

Crescem partos em Luacano

Um total de 35 partos institucionais, mais um em comparação ao período anterior, foram realizados no Centro Materno-Infantil do município de Luacano, província do Moxico, em Setembro último, informou ontem o chefe da estatística da  unidade sanitária.

Mulheres preferem agora dar à luz nos hospitais
Fotografia: Fernando Camilo | Edições Novembro

Guilherme  Saicunho disse que os bebés estão todos vivos e que, na sua maioria, são de mães adolescentes.
No mesmo período, segundo o chefe da estatística, na unidade sanitária registaram-se ainda 28 abortos involuntários, além de 93 mulheres atendidas em consultas externas.
No Hospital Municipal de Luacano acorreram 1.674 utentes nas consultas externas, com doenças respiratórias agudas (189), diarreicas agudas (151), malária (176), hipertensão arterial (68) e infecções de transmissão sexual (17) casos.
O aumento de partos a nível da unidade sanitária de Luacano tem a ver com as campanhas de sensibilização das mulheres das comunidades sobre a necessidade de fazerem esse serviço nos locais mais apropriados.
O chefe da estatística do Centro Materno-Infantil do município referiu que as parteiras tradicionais também têm sido sensibilizadas a usar as técnicas mais adequadas no atendimento às parturientes, com base nos conhecimentos que adquirem nas formações ministradas pelas autoridades sanitárias.

Tempo

Multimédia