Províncias

Cruz Vermelha reunifica famílias

A Cruz Vermelha de Angola (CVA) reunificou, na província do Moxico, oito pessoas e devolveu seis crianças às suas famílias biológicas, de Maio de 2009 até a data presente.

A Cruz Vermelha de Angola (CVA) reunificou, na província do Moxico, oito pessoas e devolveu seis crianças às suas famílias biológicas, de Maio de 2009 até a data presente.
O secretário provincial do Moxico da CVA, Alberto Issuamo Cauina, disse segunda-feira, à Angop, que a reunificação ocorreu nas localidades de Kamanongue e Lucusse, enquanto as crianças saíram de Cazombo (Alto-Zambeze) e da província do Bié. Alberto Cauina disse que durante o período em referência foram sensibilizadas mais de 12 mil pessoas sobre o risco de minas, nas localidades de Lucusse, Cangumbe e Kamanongue.
Segundo a fonte, a educação sobre o perigo de minas consistiu em reuniões de aconselhamento, exposições fotográficas e jornais de parede em locais públicos.
Na vertente VIH/Sida foram sensibilizadas 19.040 pessoas das localidades de Lumbala-Nguimbo e Lutembue, assim como os automobilistas que circularam no troço rodoviário Luena-Lumbala Nguimbo (sede municipal dos Bundas).
Nesta acção, a CVA distribuiu mais de cinco mil preservativos e 40 panfletos com mensagens sobre a prevenção e transmissão do VIH/Sida. No Moxico, a Cruz Vermelha de Angola desenvolve actividades humanitárias nos sectores da saúde, educação assistência alimentar, combate ao fenómeno erosivo e despovoamento florestal.
A pesquisa e reunificação familiar, cuidados sobre o perigo de minas, luta contra malária, VIH/Sida e outras doenças de transmissão sexual são, entre outras, áreas sociais de actuação da Cruz Vermelha nesta parcela do país.

Tempo

Multimédia