Províncias

Desempregados terminam cursos

José Rufino | Luena


Mais de  430 jovens de ambos sexos terminaram no fim-de-semana, no Luena, província do Moxico, cursos de alvenaria, electricidade, carpintaria, mecânica, alfaiataria, culinária, decoração, informática, construção, serralharia e canalização, nos centros de artes e ofícios do Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS).


Mais de  430 jovens de ambos sexos terminaram no fim-de-semana, no Luena, província do Moxico, cursos de alvenaria, electricidade, carpintaria, mecânica, alfaiataria, culinária, decoração, informática, construção, serralharia e canalização, nos centros de artes e ofícios do Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS).
Os cursos tiveram a duração de seis meses e os jovens estão agora preparados profissionalmente para enfrentar o mercado de emprego. O chefe da área pedagógica do Centro Agostinho Neto, Adriano Seque Seque, considerou positivo o aproveitamento e disse que os resultados superaram os do ano passado.
Adriano Seque Seque garantiu o que os recém-formados vão ser encaminhados para o centro provincial de emprego do MAPESS para serem enquadrados em empresas e instituições.
Desde o início do projecto, em 2002, o centro de formação profissional da província do Moxico já lançou para o mercado de emprego dois mil jovens, com destaque para a construção civil, que regista uma maior procura.
Adriano Seque Seque revelou que, no próximo ano, o centro vai abrir os cursos de contabilidade informatizada e hardware, para alargar a aposta na formação profissional. A falta de consumíveis nalguns cursos constituiu, segundo o responsável, uma das maiores dificuldades que o centro enfrentou durante o ano, mas garantiu que tudo está a ser feito para que o próximo ciclo de formação não esteja comprometido por falta de material.

Tempo

Multimédia