Províncias

Destacado o papel da família na moralização da sociedade

Daniel Benjamim

O governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, disse ontem que a família é a instituição social mais antiga da sociedade e sempre primou pela observância de normas e valores que regulam o comportamento dos seus membros.

Cidade do Luena acolheu Conselho Provincial da Família
Fotografia: Daniel Benjamim| Edições Novembro| Moxico

Gonçalves Muandumba  falava no acto deq abertura do Conselho Provincial da Família, no Luena, e destacou o papel da família na edificação de uma sociedade  com valores e  princípios que orientam a promoção de comportamentos sociais adequados.     
“Tudo começa e acaba na família, porque é de onde cada um de nós veio” , disse,  para acrescentar que  “ao Estado cabe o papel de mediar os conflitos familiares”.
A directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Leonora  Morais, disse que a família, por ser o núcleo fundamental da organização da sociedade , deve merecer protecção, para contribuir na educação dos seus membros  e no respeito pelos valores morais e culturais.
Para Leonora  Morais, a família deve cooperar para o desenvolvimento harmonioso e equilibrado, para a realização plena e responsável das aptidões, para o bem de toda a sociedade. “O homem e a mulher são iguais no seio da família, gozam dos mesmos direitos e deveres,  o Estado e a família asseguram a igualdade e a reciprocidade, promovendo o direito à instrução, ao trabalho e ao repouso.”
Leonora  Morais disse  que   “as crianças merecem especial atenção no seio da família, a qual cabe, em colaboração com o Estado, assegurar a mais ampla protecção e igualdade,  para que elas atinjam o seu integral desenvolvimento físico e psicológico”.
Durante o encontro foram discutidos temas de educação, preparação e aconselhamento de casais e futuros casais, resgate dos valores morais, cívicos, éticos, culturais e patrióticos. 
O reforço da relação entre a família, a comunidade e a escola, as normas de convivência e a  educação na perspectiva de género e a cultura da paz  foram temas debatidos.

Tempo

Multimédia