Províncias

Detectados novos casos de VIH/Sida no Moxico

Pelo menos, 28 novos casos de VIH/Sida foram detectados no I semestre do ano em curso, no centro municipal de Saúde de Camanongue, província do Moxico, mais 25 em comparação ao igual período anterior.

Região conta com muitos centros de aconselhamento
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro


Em declarações à Angop, a supervisora municipal do programa de combate à sida, Rita Mbimbi, informou que os casos sobem face à negligência e inobservância das normas de prevenção contra a doença. Solicitou à população, fundamentalmente à camada jovem, no sentido de continuar a usar o preservativo nas relações sexuais ocasionais e adoptar os mecanismos de controlo e preservação, para se evitar novos contágios.
Rita Mbimbi apelou ainda à população a conhecer o seu estado serológico, através da realização de consultas no centro de aconselhamento e testagem voluntária (CATV), instalado no centro municipal de saúde.
Para evitar a disseminação da doença, a supervisora garantiu a intensificação de palestras nas unidades sanitárias, escolas e mercados informais. O vírus de imunodeficiência adquirida (VIH) é transmitido através de relações sexuais desprotegidas, transfusão de sangue contaminado, agulhas hipodérmicas, bem como de mãe para o filho durante a gravidez, parto e amamentação.

Doenças respiratórias
A província do Cunene registou, no decurso do II trimestre do ano em curso, 6.236 casos de doenças respiratórias agudas, que resultaram em três óbitos, contra 4.640 casos de igual período anterior.
A informação foi avançada pelo chefe de departamento de Saúde Pública, quando apresentava o balanço da situação sanitária na província, que afirmou que os casos diagnosticados afectaram sobretudo crianças, mulheres grávidas e idosos.     Acrescentou que o aumento de casos da doença resulta da mudança climática actual, pois muitas pessoas ficam expostas a correntes de ar, que causam resfriamento.

Tempo

Multimédia