Províncias

Elogiado papel das Igrejas na moralização dos jovens

O director provincial da Cultura no Moxico, Noel João Manuel, elogiou, ontem, no Luena, o papel da Igreja no resgate dos valores éticos, morais e cívicos  na formação da personalidade do indivíduo.

O director provincial da Cultura no Moxico, Noel João Manuel, elogiou, ontem, no Luena, o papel da Igreja no resgate dos valores éticos, morais e cívicos  na formação da personalidade do indivíduo.
O elogio foi expresso no acto de encerramento da 22ª Assembleia-geral da União de Igrejas Evangélicas de Angola (UIEA), que decorreu desde terça-feira última no Luena.
Acrescentou que a Igreja, de modo geral, constitui um parceiro social privilegiado a vários níveis, associando-se aos esforços do Governo na solução dos diversos problemas que afligem as comunidades, sobretudo na educação, saúde e assistência social.
“Ela ocupa o seu espaço de influência positiva na transmissão e resgate dos valores de forma pacífica, como unidade nacional e reconstrução do país”, disse. 
Noel Manuel criticou o impulso ao ódio, a acusação de feitiçarias às crianças e as práticas separatistas, entre outros males, que contrariam a matriz cultural do povo
angolano, e as seitas religiosas.
Encorajou os fiéis a estarem firmes na unidade da Igreja e na ajuda àqueles que sofrem, com base nos ensinamentos de Jesus Cristo.
Para o presidente da UIEA, Eduardo Chipuete, a 22ª Assembleia-geral foi positiva, por servir de troca de experiências espirituais e apelo à necessidade de fortificar a actividade religiosa, para aumentar o número de fiéis.
O evento contou com 800 cristãos oriundos das províncias das Lundas Norte e Sul, Huambo, Bié, Kuando-Kubango, Huíla, Namíbe e Benguela, e da República vizinha da Namíbia.
A UIEA foi fundada no Moxico, a 1 de Julho de 1914, na comuna de Muié, município dos Luchazes, 347 quilómetros ao sudoeste da cidade do Luena.

Tempo

Multimédia