Províncias

Ensino no Moxico com novas escolas

Samuel António | Luena

O Moxico vai construir um total de 260 escolas para o ensino primário nos próximos quatro anos, no âmbito do plano de desenvolvimento económico e social da província.


Fotografia: Jornal de Angola

O plano prevê igualmente a edificação de 32 escolas do primeiro ciclo e 14 do segundo ciclo do ensino secundário, o que vai permitir absorver 210.780 alunos em todos os subsistemas de ensino.
Para garantir o acesso aos cuidados de saúde primários, o Governo Provincial pretende dar sequência aos trabalhos de conclusão dos hospitais central e municipal e de Camanongue. Ainda no sector da saúde, o plano prevê a construção de cinco hospitais nos municípios do Leua, Luau, Luacano, Cameia, Cazombo e Lumbala Nguimbo.
O plano de desenvolvimento do Governo, que vai até 2017, inclui, igualmente, a construção de maternidades nas cinco sedes municipais, 18 centros de saúde e 40 postos médicos. No sector da Agricultura, o plano salienta que vão ser adoptadas medidas no sentido de ser dado mais apoio às campanhas agrícolas, aquisição de equipamentos, reabilitação e construção dos perímetros irrigados, assim como a construção de sete Estações de Desenvolvimento Agrário (EDA).

Capacidade de produção


Para dar maior cobertura ao fornecimento de energia e água, o Governo pretende aumentar a capacidade de produção, com a construção de novas centrais térmicas e de mini hídricas. Prevê ainda a reabilitação de redes de distribuição de energia e água nas áreas urbanas, suburbanas e rurais, com o recurso a soluções técnicas mais económicas.
O caderno de encargos do Governo, para os próximos quatros anos, inclui planos de recuperação das vias secundárias e terciárias, numa extensão de 2.401 quilómetros de estrada e a construção e montagem de pontes nos troços a serem intervencionados.
No que toca ao plano habitacional, o documento expressa a construção de casas sociais em todas as sedes municipais, de modo a garantir o direito à habitação condigna aos cidadãos. A melhoria do saneamento básico e a requalificação das sedes municipais e comunais está entre as prioridades das autoridades da província do Moxico. No sector da Juventude e Desportos, está agendada a construção de um estádio de futebol, no Luena, para 16 mil pessoas, além da construção de complexos desportivos em todas as sedes municipais e uma aldeia olímpica na sede da província.
Para a Justiça, o plano de desenvolvimento incide na construção de oito tribunais municipais, igual número de edifícios para albergar os serviços de cartório notarial e dois estabelecimentos, onde vai funcionar a Ordem dos Advogados e a Provedoria da Justiça na província.
Quanto à comunicação social, o plano prevê a construção de um centro de imprensa, um edifício para o Jornal de Angola e outro para a Angop, além de sete gabinetes de correspondência municipais para a referida agência noticiosa.
Está ainda prevista a aquisição de equipamentos para emissores da Televisão Pública (TPA) e da Rádio Nacional de Angola (RNA).
Constam ainda a recuperação do parque industrial e a manutenção de infra-estruturas básicas, para apoio ao turismo na região.

Tempo

Multimédia