Províncias

Entrega de mosquiteiros diminui casos de malária

A distribuição de 25.792 mosqueteiros, a supervisão permanente, a educação para a saúde, o saneamento do meio ambiente, a fumigação, a pulverização extra e intradomiciliar, a aplicação de biombos e larvicida contribuem para a diminuição de mortes por malária na província do Moxico, informou ontem o chefe de Departamento Provincial da Saúde Pública e Grandes Endemias.

Fotografia: Edições Novembro

Domingos Mufeji fez saber  que foram registados no segundo trimeste deste ano 98 óbitos por malária, menos 54 em comparação com igual período anterior.
Domingos Mufeji disse que a doença  é um problema de saúde pública, por constituir uma das principais causas de morte da população, afectando maioritariamente crianças menores de cinco anos.
Domingos Mufeji indicou que foram registados 29.438 casos de malária, mais 1.253, nas unidades hospitalares do município do Moxico (sede) com 10.227, Bundas com 6.709, Camanongue, 5.237 e Luacano, 3.167, enquanto os óbitos foram registados no município do Moxico (32), Bundas (15), Luchazes (12), Luacano (11) e Camanongue (10).
Para minimizar os efeitos da patologia, Domingos Mufeji avançou que as autoridades sanitárias tencionam intensificar a busca activa de casos da malária nas comunidades, sensibilizar para uso racional dos fármacos.

Tempo

Multimédia