Províncias

Falta de sangue na hemoterapia do hospital local

José Rufino | Luena

O  centro de hemoterapia do Hospital Central do Moxico carece de grandes quantidades de sangue, para fazer face às muitas solicitações que chegam ao estabelecimento clínico, revelou o seu chefe.

Fotografia: Jornal de Angola

Aurélio José disse que a falta de sangue se deve ao facto da província possuir um único banco, que atende todos os municípios da província.Reconheceu que o banco de sangue tem beneficiado de várias doações por parte de algumas associações, igrejas e de efectivos das Forças Armadas e da Polícia Nacional, mas as solicitações têm ultrapassado a capacidade de respostas, daí as constantes roturas.
Exemplificou que diariamente o hospital recebe em média 20 pacientes vítimas de acidente de viação, com necessidade de uma transfusão de sangue. Além dos a­cidentes de viação, que consomem grande parte do produto no centro, a maternidade provincial foi apontada como uma das unidades que mais solicitações faz, devido às complicações registadas durante os partos. Por isso, apelou a sociedade para ter uma postura solidária, ajudando a salvar vidas.

Tempo

Multimédia