Províncias

Hospital do Moxico precisa de técnicos

O Hospital Geral do Moxico precisa de 75 médicos e 456 enfermeiros para garantir a eficiência dos serviços de assistência sanitária aos pacientes que acorrem ao estabelecimento clínico, disse, na cidade do Luena, o seu director Ruben Inácio.

São necessários mais médicos e enfermeiros para melhorar o atendimento à população
Fotografia: Jesus Silva| Edições Novembro


Além dos profissionais acima referidos, a unidade sanitária necessita igualmente de 180 técnicos de diagnósticos terapêuticos, avançou o director, quando falava no termo da visita que o governador provincial, Gonçalves Muandumba, efectuou ao hospital.
Ruben Inácio defendeu a necessidade de se motivar o pessoal existente, através de promoções e melhorias das categorias.
Neste momento, o hospital tem apenas 13 médicos, 167 técnicos de enfermagem e 36 outros de diagnóstico terapêutico, o que causa algum desânimo e sobrecarga aos profissionais.
A unidade sanitária, com 250 camas, das quais 180 em funcionamento, possui 21 serviços, sendo que seis destas áreas encontram-se inoperantes por falta de especialistas, para trabalhar com as máquinas modernas e com tecnologias de ponta, que foram instaladas depois da reabilitação, ampliação e modernização, há três anos.

Tempo

Multimédia