Províncias

Hospital dos Bundas clama por medicamentos

José Rofino | Bundas

O Hospital Municipal dos Bundas, a 350 quilómetros da cidade do Luena, está sem medicamentos desde o passado mês de Março, para atender a demanda dos doentes que procuram os serviços de saúde naquela unidade sanitária.

O Hospital Municipal dos Bundas, a 350 quilómetros da cidade do Luena, está sem medicamentos desde o passado mês de Março, para atender a demanda dos doentes que procuram os serviços de saúde naquela unidade sanitária, segundo o responsável da repartição municipal de Saúde, Jorge Daniel Gaiata.
Jorge Daniel Gaiata lamentou a falta de medicamentos, água potável, gerador para o fornecimento da corrente eléctrica e transporte para evacuação dos doentes, o que tem causado vários transtornos no funcionamento normal do hospital municipal.
O hospital dos Bundas tem capacidade para internar 50 pacientes.
As doenças diarreicas agudas e a malária são as mais frequentes na região, o que já provocou 70 óbitos no primeiro semestre do ano, de acordo com JorgeDaniel Gaiata.
Aquele responsável assegurou ao Jornal de Angola que “os casos de VIH/Sida reduziram consideralvente em comparação ao período anterior, em que se atingiu 30 casos, contra 11 registados neste trimestre.
“A redução do VIH/Sida no município dos Bundas deveu-se ao facto de se receber apoios por parte das Organizações Não Governamentais que têm vindo a realizar vários ciclos de palestras e fornecimento de anti-retrovirais às pessoas infectadas, garantiu.

Tempo

Multimédia