Províncias

Hospital Geral do Moxico com aumento de pacientes

Lino Vieira | Luena

Um total de 73.809 pacientes foram atendidos em 2015 no Hospital Provincial do Moxico, revelou ontem, no Luena, o chefe de estatística do banco de urgência da unidade sanitária. Francisco Gabriel referiu que desses pacientes, 285 faleceram, enquanto em 2014 foram registados 227 óbitos.

Em 2014 houve mais entradas de doentes, um total de 111.637, o que representa uma diferença de 37.828 pacientes em comparação com o ano findo, disse Francisco Gabriel. Em relação às mortes, o chefe do sector de estatísticas do banco de urgência disse que, apesar de a unidade receber mais casos, houve menos óbitos.
A malária grave lidera a lista de registo de casos do ano transacto, com um total de 1.761 pacientes, seguida das doenças diarreicas agudas, com 518 casos, infecções respiratórias agudas,344 casos, hipertensão  arterial, 311 casos, acidentes de viação (147), HIV/Sida (57), acidentes vasculares cerebrais (41), mal nutrição (37) e febre tifóide (31 casos).

Casos de internamento

Durante o ano findo, a unidade clínica  central do Moxico registou o internamento de 9.180 doentes, referiu Francisco Gabriel, para acrescentar que foram transferidos para outros serviços médicos   9.584 pacientes.
A falta de saneamento básico em comunidades da província do Moxico e as constantes chuvas na região têm sido as causas do aumento de casos de malária a nível da província, informou Francisco Gabriel, que acrescentou que  o Hospital Geral do Moxico tem as condições médicas e medicamentosas para responder aos novos casos que podem dar entrada na unidade hospitalar, neste período de chuvas.

Tempo

Multimédia