Províncias

Hospital precisa de mais enfermeiros

Lino Vieira | Alto Zambeze

A falta de técnicos de várias especialidades no hospital municipal do Alto Zambeze, na província do Moxico, tem criado dificuldades no atendimento dos pacientes, afirmou, ontem, ao Jornal de Angola, o seu director.

A falta de técnicos de várias especialidades no hospital municipal do Alto Zambeze, na província do Moxico, tem criado dificuldades no atendimento dos pacientes, afirmou, ontem, ao Jornal de Angola, o seu director.   
Silva Mununga Tchissacanga disse lamentar o facto de o hospital ter apenas 73 enfermeiros e dois médicos, que considera insuficientes para uma população de cerca de 130 mil habitantes. Para colmatar o défice e oferecer um serviço mais personalizados à população, frisou, é necessário recrutar 20 enfermeiros.
O hospital, com oito salas de internamento, tem os serviços de enfermaria, pediatria, medicina geral, ginecologia, cirurgia e obstetrícia.
“Apesar das dificuldades de várias ordem, felizmente temos medicamentos suficientes para atender as patologias mais frequentes na região, como por exemplo, malária, sarampo, infecções respiratórias agudas, gastrite, conjuntivite e doenças sexualmente transmissíveis”, referiu.
No primeiro semestre do ano, o banco de urgência do hospital registou a entrada de 2.450 pacientes, 69 dos quais tiveram de ser internados. Houve 14 óbitos, na maioria crianças, até aos 10 anos.

Tempo

Multimédia