Províncias

Italianos querem cooperar na área de telemedicina

Médicos ortopédicos italianos manifestaram, segunda-feira, no Lubango, Huíla, interesse em estabelecer um acordo de cooperação com homólogos angolanos na transmissão de novas tecnologias na área de cirurgia, através da telemedicina.

Médicos ortopédicos italianos manifestaram, segunda-feira, no Lubango, Huíla, interesse em estabelecer um acordo de cooperação com homólogos angolanos na transmissão de novas tecnologias na área de cirurgia, através da telemedicina.
Os médicos integram uma delegação de empresários italianos que visitam a província em busca de novas áreas de investimento. Falando aos jornalistas, o chefe da delegação italiana, Aldo Di Clemente, disse que esta tecnologia vai contribuir para a medicina angolana dar um importante passo, pois permitirá um tratamento com maior eficácia em casos de cirurgia ortopédica.
Há outras áreas que cativaram o interesse de empresários italianos, segundo Di Clemente, tais como o tratamento e reciclagem de lixo, manutenção e limpeza de bombas de combustível e hospitalar.
O governador Isaac dos Anjos disse que a presença de empresários italianos, que surge como resposta à visita feita por huilanos em Outubro de 2009, a Itália,  marca o início de uma estreita cooperação nos domínios da educação, saúde e no sector empresarial, que numa primeira fase abrangerá cinco dos 14 municípios da província da Huíla. O governo da província já manifestou o seu interesse em firmar um protocolo, na base do qual serão disponibilizados os serviços hospitalares a nível do Lubango e em quatro outros municípios a serem estabelecidos, e uma cooperação com os médicos italianos.
O governador realçou que os empresários italianos estão a verificar a forma como o governo da Huíla está a empregar as ajudas que eles têm prestado e espera que possam levar uma imagem positiva da região às comunidades daquele país.
A caravana italiana é composta por 13 pessoas, entre médicos e empresários dos ramos de saneamento básico, tratamento de lixo, manutenção e limpeza de bombas de combustível.
O programa dos visitantes inclui deslocações ao aterro sanitário e ao hospital central do Lubango e um encontro com empresários locais.

Tempo

Multimédia