Províncias

Juventude exortada a respeitar os idosos

Lino vieira

A juventude deve primar pelos bons hábitos e costumes, respeitar os idosos como pilares da família, para não perder de vista a essência da cultura de angolanidade, disse Quintas Simpieca, quando dissertava, no Luena, o tema “o abandono do idoso pela família”, no ciclo de palestras sobre fenómenos sociais, promovido pelo Centro de Imprensa Aníbal de Melo.

Fotografia: DR

O prelector defendeu que todo o idoso deve ser devidamente acompanhado e bem tratado, por muitos deles apresentarem vários distúrbios mentais, desde o comportamento até a forma de agir, que é próprio da idade.
Quintas Simpieca esclareceu que a forma como um indivíduo trata o seu próprio pai pode servir de exemplo para as futuras gerações, por isso o psicólogo pediu à sociedade no sentido de dar cada vez mais atenção ao idoso, sendo o pilar da família.
Os nossos avós, continuou, são bibliotecas vivas, pilares da sabedoria, pelo facto de transmitirem experiências e conhecimentos que não são do domínio da juventude. Segundo o prelector, todo indivíduo está propenso a envelhecer, “o que plantamos hoje, colhemos amanhã”, disse, sublinhando que, para evitar o futuro amargo, é preciso realizar boas acções.
“Temos de mudar de comportamento e postura, principalmente aqueles que tratam os velhos de feiticeiros. Nos nossos ambientes familiares, devemos incluir os idosos, para que se sintam amados". Para Quintas Simpieca, a vasta visão realista que a pessoa idosa possui é fruto de acumulação de muitos conhecimentos e experiências de vida, acentuou, dizendo que a sociedade deve deixar que os idosos ocupem os seus devidos lugares no seio familiar.
“Se quisermos construir uma sociedade equilibrada é preciso sermos solidários com os idosos, um pequeno gesto é muito para quem precisa”. Já o sociólogo Carlos Tito, que dissertava o tema “o idoso enquanto pilar da família”, na sociedade actual, disse, grande parte dos idosos só é considerada útil quando ainda consegue contribuir na renda e nas despesas familiares.
Segundo o prelector, em muitos lares, quando o idoso manifesta incapacidade física, automaticamente é entregue à sua sorte.
O vice-governador para Esfera Técnica e Infra-estruturas, Manuel Lituai, disse que a magnitude dos assuntos abordados, durante o ciclo de seminários, preconiza a elevada importância do segmento das camadas sociais que se pretende proteger.

Tempo

Multimédia