Províncias

Mapa sanitário da região projecta desenvolvimento

O vice-governador provincial do Moxico para serviços técnicos e infra-estruturas afirmou, na quinta-feira, no Luena, que o mapa sanitário da região, apresentado às autoridades locais, permite programar as acções de desenvolvimento do sector.

O vice-governador provincial do Moxico para serviços técnicos e infra-estruturas afirmou, na quinta-feira, no Luena, que o mapa sanitário da região, apresentado às autoridades locais, permite programar as acções de desenvolvimento do sector.
Manuel Lituai, que falava na cerimónia de encerramento de encerramento de uma acção de formação dirigida a elementos do governo e autoridades sanitárias da província, disse que o mapa “é uma das grandes iniciativas do Ministério da Saúde na procura de soluções possíveis para os problemas sanitários”.
Após a correcção, melhoramento e validação do mapa, frisou, os sectores do governo provincial responsáveis pelo planeamento e gestão do desenvolvimento sustentável da região dispõem de uma ferramenta de base para programar a construção de mais unidades sanitárias e promover acções de formação e gestão de recursos humanos para a área da saúde.
O vice-governador referiu que a acção de formação era mais um contributo para a melhoria das condições sanitárias das populações, quer das zonas urbanas, quer das áreas rurais.
Os municípios, alertou, têm a grande responsabilidade de servirem de suporte ao mapa sanitário por serem as unidades de planificação, execução e monitorização das políticas governamentais.
Manuel Lutais exortou os administradores municipais e chefes de repartições de saúde a desenvolverem acções que correspondem aos objectivos do Executivo de melhorar as condições de vida das populações.

Tempo

Multimédia