Províncias

Mercado de trabalho com mais licenciados

Kapalo Manuel

Mais de 350 finalistas dos  cursos de Química, Física, Matemática, Ciências de Computação, Contabilidade e Administração, Geografia, Enfermagem e Análises Clínicas, afectos  à Escola Superior Politécnica do Moxico, receberam sábado, na cidade do Luena, os diplomas de licenciatura. 

luena acolheu mais um acto de entrega de certificados
Fotografia: DR

O governador provincial do Moxico, Manuel Gonçalves Muandumba, que presenciou  a cerimónia de outorga dos certificados, disse esperar que os novos licenciados contribuam com o seu saber para o desenvolvimento da província.
Gonçalves Muandumba exortou os licenciados no sentido de terem responsabilidades profissionais acrescidas, na prestação de serviços para o desenvolvimento do país.
“O diploma não certifica a competência, que é certificada no quotidiano, no labor, na capacidade de cada um ao responder as necessidades no seu local de trabalho, no bem-fazer enquanto técnico superior”, sublinhou o governador, que pediu aos novos quadros  a primarem pela humildade e honestidade.
Gonçalves Muandumba garantiu que o governo da província vai trabalhar com o Ministério do Ensino Superior e a Universidade José Eduardo dos Santos para a abertura de novos cursos e criação de condições para a implementação de cursos de pós- graduação.  A primeira preocupação do governo da província,  disse,  é transformar a Escola Superior Politécnica em Instituto Superior e, a médio prazo, criar uma universidade para corresponder as necessidades do ensino superior na província. “O governo da província está satisfeito com as actividades de investigação científica promovidas pela Escola Superior Politécnica do Moxico, para resolver os problemas na área da educação, saúde, ambiente e economia”, referiu o governador.
Gonçalves Muandumba apelou aos jovens da província a dedicarem-se aos estudos, com vista a deixarem comportamentos menos dignos, que prejudicam a sociedade, como a corrupção e a criminalidade.
     “Esperamos que o funcionamento e o desempenho das instituições estatais e privadas onde estes quadros serão colocados melhorem consideravelmente”, disse o reitor da Universidade José Eduardo dos Santos, Cristóvão Simões.  A instituição já colocou à disposição do mercado de trabalho, desde 2010, um total de 1.450 licenciados.

Tempo

Multimédia