Províncias

Moxico forma mais jovens para prestação de serviços

José Rufino | Luena

Mais de 560 jovens de ambos os sexos, de vários municípios da província do Moxico, foram formados, em 2013, em carpintaria, mecânica, alvenaria, serralharia, informática, pastelaria, decoração e corte e costura, no centro de formação profissional doutor António Agostinho Neto, tutelado pelo INEFOP - Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional.

O curso de informática consta entre os mais procurados pelos jovens na província
Fotografia: Dombele Bernardo

Em entrevista ao Jornal de Angola, a chefe local do INEFOP, Ester Vumbi Celestino, adiantou que muitos jovens formados pelo centro já estão colocados em empresas públicas e privadas.
Comparativamente ao ano passado, em que foram matriculados 723 alunos em diversas especialidades, a responsável garante que este ano o número de jovens formados pelo centro vai aumentar, tendo em conta a elevada procura que se registou no acto das inscrições.
“Estão já matriculados 914 alunos, distribuídos em diferentes áreas, e esperamos que todos terminem com êxito os cursos, para serem inseridos no mercado de trabalho e podermos assim diminuir o índice de desemprego no seio dos jovens”, disse Ester Vumbi Celestino.
Para os jovens que queiram frequentar cursos no próximo ano, a chefe do centro disse que são necessárias duas fotografias tipo passe, uma cópia do Bilhete de Identidade ou da cédula pessoal e certificado de habilitações literárias da 6ª classe.

Tempo

Multimédia