Províncias

População adere em massa aos testes grátis de malária

Lino Vieira | Luena

Mais de 300 cidadãos entre adultos e menores de idade aderiram na cidade do Luena, à campanha de testes e tratamento de malária grátis, no âmbito das comemorações do dia mundial da luta contra esta doença.

Fotografia: DR

O chefe do Departamento Provincial de Saúde Pública, Luís Mufez, disse que, para além do rastreio e tratamento da malária, foram agendadas visitas domiciliares nas comunidades, campanhas de sensibilização sobre a prevenção da malária e doação de mosquiteiros.
 Luís Mufez, que se mostrou satisfeito pela adesão massiva da população à referida campanha,  informou que o sector de saúde pública da província vai entregar às populações locais mais de três mil mosquiteiros. De acordo com o responsável, no primeiro trimestre do ano em curso, foram diagnosticados, em toda  província, 65 mil 284 casos de malária, dos quais resultaram em 125 óbitos.
No mesmo período, do ano passado,  houve  47 mil 380 casos da doença, que terminaram em 258 mortes.  Luís  Mufez disse  que as idades mas afectadas pela malária são dos zero aos quatro anos. “Apelamos constantemente às populações para se dirigirem aos centros de saúde, sempre que tenham sintomas de malária, ao invés de recorrerem aos métodos de tratamento caseiro”, frisou.

Tempo

Multimédia