Províncias

Profissionais debatem fotojornalismo

Lino Vieira | Luena

Jornalistas da Agência Angola Press (Angop) das províncias do Moxico, Huambo, Cabinda, Cunene, Cuanza Norte e Benguela estão a reforçar, desde ontem, na cidade do Luena, os conhecimentos sobre fotojornalismo.

A formação, que decorre até dia 19, visa aperfeiçoar as competências dos delegados da única agência noticiosa nacional em matérias relacionadas com a digitalização da imagem, através do software Adobe Fotoshop.
O administrador executivo para a Área Técnica e Modernização da Angop, Manuel Luzito, esclareceu que a formação vai dotar os profissionais dos conhecimentos necessários para manipularem e criarem imagens digitais, utilizando de forma eficaz as principais funcionalidades do programa informático Adobe Fotoshop.
A agência tem estado a ministrar o curso aos profissionais da  sede e de algumas províncias que se deslocam a Luanda, sendo a formação do Luena a primeira experiência fora da capital do país.
A Angop tornou-se uma agência multimédia, em que as componentes foto e vídeo são extremamente importantes, razão pela qual é necessário que os profissionais dominem o Fotoshop e outras aplicações informáticas.
O programa é um software padrão para edição, composição e produção digital de imagens e uma ferramenta indispensável para os profissionais e, também, para estudantes da área, como criativos de imagens de design, web design, fotógrafos, jornalistas de vídeos, entre outros.
Manuel Luzito explicou que a Angop tem desenvolvido, nos últimos tempos, esforços significativos no domínio da formação de quadros, modernização e expansão da sua rede, através dos recursos financeiros e meios técnicos necessários para uma melhor prestação dos serviços.
No âmbito da estratégia de modernização, está ainda previsto, para este ano, o arranque do curso de inglês.  Participam igualmente na formação repórteres de imagem do Jornal de Angola.

Tempo

Multimédia