Províncias

Reabilitação da estrada Luena/Saurimo torna as viagens mais cómodas e seguras

Os trabalhos de reabilitação e ampliação da estrada 180, que liga as cidades de Saurimo (Lunda-Sul) e  Luena (Moxico), numa extensão de 260 quilómetros,  ficam concluídos em Dezembro, revelou o director provincial do Moxico do Instituto Nacional de Estradas (INEA).

Além da colocação de novo tapete asfáltico as faixas de rodagem estão a ser alargadas
Fotografia: Daniel Benjamim

Os trabalhos de reabilitação e ampliação da estrada 180, que liga as cidades de Saurimo (Lunda-Sul) e  Luena (Moxico), numa extensão de 260 quilómetros,  ficam concluídos em Dezembro, revelou o director provincial do Moxico do Instituto Nacional de Estradas (INEA).
David Tito adiantou ao Jornal de Angola que os trabalhos decorrem sem sobressaltos e até agora foram asfaltados 18 quilómetros do troço  Luena/Camanongue e em outros 34 foram feitos trabalhos de base e sub-base.
As obras, iniciadas em Junho deste ano,  incidem na  ampliação e  melhoramento das bermas, valas de drenagem das águas pluviais, colocação do tapete asfáltico e alargamento das faixas de rodagem para quatro metros cada.
O director do INEA  afirmou  que a reabilitação das estradas nacionais, terciárias e secundárias faz parte das estratégias do Executivo destinadas a melhorar  a circulação de pessoas e mercadorias, contribuir significativamente  para a redução de custos de transporte e na criação de novos postos de trabalho para os jovens.  
A empreitada, a cargo da construtora AFA, envolve 200 trabalhadores, sendo 170 angolanos e 30 estrangeiros.  Na via, máquinas e homens trabalham sem  parar. A reabilitação da estrada é vista como o fim de mais um sofrimento, enfrentado pela população da região durante décadas.
Gabriel Sapalo passa por esta via há cinco anos como camionista. Na sua longa  trajectória, recorda com tristeza o tempo que  era necessário  para chegar a Saurimo. “Passámos momentos difíceis porque o nível de degradação em que se encontrava a via, principalmente na época chuvosa, obrigava-nos a levar 11 horas para fazer o percurso”.
O taxista Jacob Manuel também vê agora a sua actividade profissional com outras perspectivas, uma vez que o arranjo da estrada está a permitir-lhe melhorar consideravelmente o rendimento dos seus negócios.
Segundo ele, a viagem do Luena ao Saurimo durava oito horas, mas agora, com o trabalho que está a ser feito na via, demora apenas quatro.

Tempo

Multimédia