Províncias

Sílvia Lutucuta satisfeita com as unidades sanitárias

Lino Vieira

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, mostrou-se satisfeita com o nível de unidades sanitárias da província do Moxico, sobretudo, o Hospi-tal Central, o Hospital Municipal e a Maternidade, que contam com equipamento de ponta e, apesar da insufici-ência de quadros, não são subaproveitados.

Luena tem três das melhores unidades sanitárias do país
Fotografia: José Soares | Edições Novembro

Sílvia Lutucuta falava à imprensa depois de uma visita de trabalho à província, onde constatou as obras de construção do Hospital Municipal do Camanongue, assim como o funcionamento do Hospital Sanatório, o  Hospital Municipal do Moxico, o Hospital Geral do Moxico, Centros de saúde e o depósito provincial de medicamentos.
Segundo Sílvia Lutucuta, três unidades sanitárias de referência na cidade do Lu-ena encontram-se entre as melhores do país, em termos de infra-estruturas e equipamento, o maior problema é a falta de quadros com competências necessárias para manusear a maior parte dos meios disponíveis.
“São equipamentos de boa qualidade e de referência in-ternacional, que não estão a ser completamente utilizados”, sublinhou a ministra da Saúde e acrescentou que “estamos a trabalhar na estratégia de ter quadros a nível da província e algumas situações vão ser resolvidas através de concurso público e de programas de formação”.
A ministra mostrou-se preocupada com a sala de he-modiálise, que tem equipamento de ponta e que não funciona, e garantiu que “está nas nossas prioridades resolver a questão a curto prazo”.
A província, acrescentou, tem bons hospitais, todavia, por falta de algumas especialidades, os doentes vão para outras regiões, como Benguela e Luanda, para serem curados. “O Governo Angolano tem o compromisso de dar atenção especial aos doentes com insuficiência renal e também trabalhar na prevenção", disse a ministra da Saúde .
Além de recursos humanos, as unidades sanitárias na região apresentam problemas financeiros e de medicamentos. A ministra da Saúde afirmou que o Governo está a trabalhar no sentido de melhorar o quadro.

Tempo

Multimédia