Províncias

Técnicos de saúde devem respeitar direitos humanos

Os técnicos de saúde do Hospital Provincial do Moxico foram exortados a observarem os direitos humanos como garantias dos cidadãos no exercício da profissão. A exortação foi feita pelo coordenador da Associação Mãos Livres.

 

Fotografia: JAImagens | Edições Novembro

Ernesto Guilherme, que falava durante uma palestra promovida pela associação que dirige, disse que os Direitos Humanos são um conjunto de garantias estabelecidas pela lei, de forma a harmonizar o conjunto de responsabilidades constitucionais a favor de cada cidadão.
Para tal, exortou os técnicos a respeitarem os princípios da deontologia profissional, no exercício das suas funções,  garantindo aos pacientes um atendimento condigno e humano capaz de permitir o restabelecimento da saúde, em casos críticos. Explicou que o respeito pelos direitos humanos é uma obrigação de cada cidadão, em especial dos responsáveis e representantes do Estado.
Ernesto Guilherme referiu que a saúde significa o estado de normalidade do funcionamento do organismo e que, para se atingir tais metas, não basta se ter medicamentos, mas também amor ao próximo da parte dos técnicos.
O director de enfermagem da unidade hospitalar, Fernando Paulo, disse que os esclarecimentos sobre os direitos humanos deixam os técnicos mais preparados para a difícil tarefa de salvar vidas. O director do hospital, Bento Calala, louvou o gesto da associação e solicitou que iniciativas do género se repitam.

Tempo

Multimédia