Províncias

Mulheres reclusas beneficiam de apoio

Nicolau Vasco

Diversos bens de primeira necessidade foram doados  às mulheres reclusas no estabelecimento prisional de Menongue, pelo secretariado provincial da Organização da Mulher Angolana (OMA), com vista a melhorar a sua dieta alimentar.

Foram entregues bens alimentares para ajudar a melhorar a dieta alimentar das presas
Fotografia: Nicolau Vasco | Edições Novembro

O gesto, que foi antecedido por uma visita de constatação, enquadra-se no programa contra a violência e dos 16 dias de activismo. Na oportunidade, a delegação procedeu à entrega de arroz, massa alimentar, óleo de soja, sabão, farinha de milho e de trigo, entre outros meios.
A secretária do departamento para a solidariedade e de conselho jurídico da OMA, Joana Massaco, mostrou-se satisfeita pela forma como as mulheres em conflito com a lei estão a ser tratadas, com base na realidade constatada e informações recolhidas no terreno. “Os factos são visíveis, como no caso da área feminina, onde todas têm o direito a condições de acomodação, alimentação e tratamento médico, entre outros serviços, que permitem o bem-estar dos reclusos”, disse.
A chefe adjunta para a área feminina do estabelecimento prisional de Menongue, a agente de segunda classe Albertina Pedro, agradeceu o gesto da OMA e encorajou a organização a continuar com esta postura, visto que o abastecimento que a  instituição recebe do Ministério do Interior diminuiu nos últimos tempos, por causa da crise económica.

Tempo

Multimédia