Províncias

Mulheres sindicalizadas reivindicam mais direitos

As mulheres sindicalizadas, reunidas,  na cidade do Huambo, recomendaram aos sindicatos maior atenção às trabalhadoras do sector privado e às domésticas para que beneficiem dos direitos que a lei lhes confere.

As mulheres sindicalizadas, reunidas,  na cidade do Huambo, recomendaram aos sindicatos maior atenção às trabalhadoras do sector privado e às domésticas para que beneficiem dos direitos que a lei lhes confere.
Esta recomendação foi feita durante as intervenções das mulheres no debate sobre a "situação laboral, económica e social da mulher trabalhadora no Huambo", promovido pelo Comité Provincial da Mulher Sindicalizada.
Estiveram presentes 100 mulheres, que denunciaram casos de faltas de respeito às empregadas domésticas e às trabalhadoras do sector privado, muitas delas sem horário fixo e com salários baixos.
O assédio sexual e a discriminação foram apontados também como assuntos a serem devidamente discutidos para o bem-estar da mulher.
No final do encontro, a coordenadora do Comité da Mulher Sindicalizada, Luísa Fialho de Melo, revelou que é compromisso da organização velar pela defesa dos direitos da mulher trabalhadora.
Por isso, afirmou, "é importante que as filiadas percam o medo e denunciem os casos de injustiça para que sejam resolvidos". Luísa Fialho de Melo pediu a colaboração das mulheres para que todas consigam alcançar os patamares desejados.

Tempo

Multimédia