Províncias

Município tem falta de enfermeiros

Quiculungo precisa no mínimo de 60 enfermeiros, afirmou à Angop o responsável da Saúde no município, que tem 30 técnicos de enfermagem para um hospital, sete postos de saúde e um dispensário de tratamento da tuberculose.

Fotografia: JAIMAGEM

António Mucage disse que a situação prejudica o funcionamento principalmente das unidades que têm apenas com um enfermeiro, que chegam a encerrar, quando ele adoece ou está de férias.
As doenças mais frequentes no município de Quiculungo, declarou António Mucage, são as respiratórias e diarreicas agudas, malária e febre tifóide.

Tempo

Multimédia