Províncias

Municípios da província estão ligados por estradas

Isidoro Samutula | Dundo

A Estrada Nacional 180-A liga as municipalidades do Dundo e de Nzagi, num percurso de 90 quilómetros, enquanto a 225 que permite a ligação entre Dundo e a localidade do Lóvua, em 75 quilómetros de via asfaltada, foram  reabertas na quinta-feira ao trânsito rodoviário.

A estrada tem duas faixas de rodagem e duas bermas com um metro de largura cada
Fotografia: Benjamim Cândido | Edições Novembro | Lunda-Norte

O governador provincial da Lunda-Norte, Ernesto Muangala, fez as honras da casa ao inaugurar as duas vias.
A reabertura dos referidos troços rodoviários, testemunhada pelo secretário de Estado da Construção, António Teixeira Flor, possibilita igualmente a ligação entre as localidades de Chitato,  Cambulo e Lóvua e facilita o transporte de mercadorias, para potenciar o desenvolvimento da indústria e da agricultura.
A reabilitação da Estrada Nacional 180-A, a cargo da empresa Omatapalo, ficou orçada em mais de seis mil milhões de kwanzas e é constituída por duas faixas de rodagem, uma em cada sentido com 3,5 metros de largura e duas bermas com um metro de largura cada.
Em relação à  Estrada Nacional 225, o troço Dundo-Lóvua, numa extensão de 75.34 quilómetros, esteve a cargo da empresa M. Couto Alves Vias S.A., e as obras iniciaram-se  em Agosto de 2012, empregando 450 jovens locais.
A estrada tem duas faixas de rodagem com 3,5 metros cada, duas bermas com um metro de largura para cada lado. O troço conta com quatro novas pontes de 30 metros de cumprimento e nove de largura cada.
O governador da Lunda-Norte procedeu ainda a inauguração do troço Cuilo/Xá Muteba, numa extensão de 303 quilómetros, também da Estrada Nacional 225, que passa pelos municípios de Caungula e Cuango.
O referido troço conta com 28 pontes mistas, que variam de 30 a 40 metros de comprimento e nove de largura. A via dispõe de nove metros, duas bermas com um metro de largura cada e duas faixas de circulação com 3,5 metros cada.

Empreendimentos


Hoje, vão ser inaugurados os edifícios do Tribunal Provincial, da Caixa de Segurança Social das FAA e do Comando da Polícia Nacional e os sistemas de abastecimento de água de Capenda Camulemba e de Xá Muteba, além das captações de água de Lucapa e de Cambulo.
Ernesto Muangala anunciou ainda que, nos próximos dias, as autoridades vão iniciar os trabalhos de reabilitação do troço Dundo-Mucoloji, considerado um importante centro agrícola para a cidade do Dundo.
O governador sublinhou a necessidade de se melhorar os acessos para os postos fronteiriços de Furtuna e de Nachiri com o Congo Democrático e insistiu na necessidade de serem efetuadas obras  na estrada do Cambulo para a fronteira com o país vizinho, através do rio Cassai, onde já foi construída uma ponte.
Outra aposta do governo tem a ver com a reabilitação da estrada que liga os municípios de Lucapa e de Cambulo, a comuna do Camaxilo ao município do Lubalo e da sede desta última região ao Xinge.
Ernesto Muangala referiu que as autoridades estão igualmente a envidar esforços para que melhore a circulação entre a estrada que parte da sede do Cuango, passando pelo Cafunfo e pela comuna do Luremo, até a fronteira com o Congo Democrático.
O secretário de Estado da Construção, António Teixeira Flores, realçou os investimentos feitos pelo Executivo nas infra-estruturas rodoviárias a nível da província, o que está a dar outra dinâmica a circulação de pessoas e bens.
Quanto às estradas, António Teixeira Flores disse que os habitantes da província estão perante obras com qualidade, pois, além de verem os tempos de viagem reduzidos, as pessoas vão circular com maior segurança.

Tempo

Multimédia