Províncias

Municípios preparam terrenos para o cultivo

Arão Martins | Lubango

Mais de 15 mil hectares de terras foram corrigidas e melhoradas com calcário dolomítico, nos municípios de Caconda, Caluquembe, Cacula, Quipungo, Matala e Lubango, para melhor proveito.

Fotografia: DR

O responsável do Departamento Provincial do Instituto de Desenvolvimento Agrário da Huíla, Nguinamau Luzayawo, disse que a produção do calcário dolomítico é feita na localidade do Tchivinguiro, município da Humpata, e o objectivo é aumentar as áreas de produção. Informou que, além da melhoria dos solos, as autoridades locais estão a distribuir cerca de duas mil toneladas de fertilizantes 12/24/12, para tornar as áreas mais rentáveis.
Acrescentou que estão ainda a ser distribuídos cerca de 400 toneladas de ureia. Com a melhoria dos solos, disse, a colheita de milho aumenta de 750 quilogramas por hectar para cerca de três mil, o que é satisfatório.
As autoridades locais estão ainda a distribuir cerca de quatro mil unidades de charruas, bem como três mil unidades de catanas e machados. Nguinamau Luzayawo disse que a campanha agrícola 2018/2019 na província está a decorrer sem sobressaltos. Acrescentou que nas zonas do norte da província, onde estão situados os municípios de Caconda, Caluquembe e Chicomba, tidos como celeiros da província do Huíla, as chuvas caem com regularidade.
Disse existirem já zonas onde foi colocado calcário dolomítico produzido na comuna do Tchivinguiro, município da Humpata, província da Huíla.
Sobre a campanha agrícola 2018/2019, Nguinamau Luzayawo afirmou que a previsão de colheita está estimada em 508.157 toneladas de produtos diversos, numa campanha em que estão envolvidas 835 associações de camponeses e 224 cooperativas agrícolas.

Tempo

Multimédia