Províncias

Nações Unidas apoiam projectos de resiliência

O Fundo das Nações Unidas para População e Desenvolvimento (PNUD) tem disponíveis 465 milhões de dólares norte-americanos, para projectos de resiliência à seca nas províncias da Huíla, Namibe e Cunene.

Agricultores de várias regiões do país vão receber apoio da ONU
Fotografia: Edições Novembro

A informação foi revelada, na cidade do Lubango,  pelo director do PNUD em Angola, Henrik Larsen, que se encontra em visita de trabalho na província da Huíla, tendo afirmado que o projecto com execução até 2030 disponibilizou já, este ano, 22% do valor global.
Os restantes 78% do orçamento serão cabimentados paulatinamente, parte dos quais na primeira quinzena de Janeiro de 2019. A prioridade, segundo  Henrik Larsen , vai para os sectores das Águas, para permitir que os populares possam desenvolver uma agricultura familiar sustentável.
Henrik LArsen  afirmou que o PNUD pretende igualmente apoiar as famílias camponesas com instrumentos agrícolas, nomeadamente, enxadas, charruas, tractores, assim como a implantação de cisternas consubstanciadas na linha especial de crédito para pequenos e médios agricultores.
O responsável considerou que a seca ou estiagem são fenómenos climáticos e a região sul do país tem sido muito afectada com efeito do El Niño , provocando uma insuficiência de precipitação por um período de tempo “muito grande”.
O PNUD está implantado em Angola desde 1977 e tem como missão melhorar as suas actividades de desenvolvimento em políticas e estratégias para promover o crescimento inclusivo e sustentável.

Tempo

Multimédia