Províncias

Aumenta o número de alunos no Namibe

O Instituto Médio Politécnico do Namibe “Pascoal Luvualu” inscreveu para o presente ano lectivo 1.076 alunos nos cursos de Informática, Energia e Instalações Eléctricas.

Centenas de estudantes foram matriculados nos cursos de Informática e de Energia e Instalações Eléctricas na província do Namibe
Fotografia: Jornal de Angola

Vladimir Prata | Namibe

O Instituto Médio Politécnico do Namibe “Pascoal Luvualu” inscreveu para o presente ano lectivo 1.076 alunos nos cursos de Informática, Energia e Instalações Eléctricas.
De acordo com a directora da instituição, Cândida Pereira, o instituto tem ainda matriculados para este ano alunos nas especialidades de Frio e Climatização, Máquinas e Motores, Electricidade e Electrónica Auto e curso de Desenhador Projectista. Os cursos têm a duração de três anos. A escola, localizada no bairro Saco-Mar, 15 quilómetros da sede municipal da província, foi inaugurada em 2009, tendo iniciado as aulas com apenas 432 alunos e 34 professores.
Para 2013, o politécnico do Namibe conta com 107 professores, dos quais 97 exercem a função de docente e outros 15 prestam serviços administrativos.
Desde que foi lançado, o politécnico do Namibe formou já 316 técnicos médios, dos quais 124 em Informática, 144 em Energia e Instalações Eléctricas, 27 em Máquinas e Motores e 21 em Frio e Climatização. O instituto tem 15 salas para aulas teóricas e 13 para práticas, dentre as quais dois laboratórios de informática básica, dois laboratórios de informática multi-média e um de informática avançada.
A instituição possui ainda laboratórios de hardware, química, física e de máquinas eléctricas e electrónica. Tem também oficinas de frio e climatização, instalações eléctricas, máquinas e motores, uma reprografia, biblioteca, ginásio e campo desportivo.
  Outro problema que a instituição enfrenta é a carência de transportes para os funcionários administrativos e quadro docente, já que a maioria reside na cidade do Namibe, que dista 15 quilómetros do bairro em que está situada.
A directora Cândida Pereira aproveitou a visita do governador provincial, Isaac dos Anjos, ao Instituto Médio Politécnico do Namibe, para manifestar também a preocupação que tem a ver com a falta de residências para os dois professores expatriados da instituição, que são de nacionalidade vietnamita. No bairro periférico dos Eucaliptos, município do Namibe, Isaac dos Anjos visitou a escola primária e secundária do primeiro ciclo denominada Ruy Duarte de Carvalho, construída e inaugurada em 2010, em homenagem ao escritor, cineasta e antropólogo angolano com o mesmo nome.
A escola tem 12 salas e acolhe 973 alunos no presente ano lectivo, sendo 488 do ensino primário. Um total de 99 professores lecciona na instituição. Na data em que se assinala o falecimento de Ruy Duarte de Carvalho, a direcção da escola realiza jornadas com alunos e professores para falar da vida e obra do escritor, cineasta e antropólogo, que passou toda infância no Namibe. Formado na Escola Superior Agrária, trabalhou na estação experimental do Caraculo, nesta província, onde exerceu funções nos sectores da agricultura, cafeicultura e da pecuária.
Era ainda formado em cinema e Antropologia, tendo realizado algumas longas-metragens e sabido conciliar a escrita com o mundo da sétima arte. Professor universitário, Ruy Duarte faleceu a 12 de Agosto de 2010, em Swakopmund, Namíbia. Os seus restos mortais repousam no deserto do Namibe, onde o seu túmulo costuma ser visitado por alunos da escola do primeiro ciclo do bairro dos Eucaliptos.

Tempo

Multimédia