Províncias

Bombeiros voluntários terminam curso

Um grupo de 57 candidatos terminou ontem, na província do Namibe, um curso de formação para ingressr nas fileiras do Serviço de Bombeiros e Protecção Civil do Namibe.

Um grupo de 57 candidatos terminou ontem, na província do Namibe, um curso de formação para ingressr nas fileiras do Serviço de Bombeiros e Protecção Civil do Namibe.
Com a duração de 90 dias, o curso tratou matérias ligadas aos conhecimentos elementares sobre a extinção de incêndios, ordem unida, emergência médica e calamidades, química de combustão, fogo e sua origem, triângulo de fogo, produtos de combustão e fontes de calor.
A montagem de agulhetas, habilidade de uso de meio técnico pessoal, extinção de areia e mantas, manuseamento de meios auxiliares, guarnição da técnica, resgates e salvamentos, são, entre outras, matérias apreendidas durante o período de capacitação.
O director provincial do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros do Namibe, José Pedro Catraio, destacou, na sua intervenção, a táctica de extinção de incêndios e sistema de protecção contra incêndios como principais aspectos que os efectivos deverão primar.
Por seu turno, o director provincial do Planeamento e Finanças do Ministério do Interior, Ernesto Dakupapo, em representação do delegado do Interior, o subcomissário Valdimiro da Cruz Verdades, sublinhou que a observância, com rigor, das matérias administradas durante o curso deve ser colocada no centro das atenções dos efectivos, para que possam oferecer à população serviços de qualidades.
Ernesto Dakupapo frisou que o bombeiro é obrigado a sacrificar a sua vida em detrimento da vida da população. Nos últimos dias têm se registados em todas as províncias incêndios provocados por velas e geradores. "Estamos a fazer um trabalho de sensibilização", disse Ernesto Dakupapo.

Tempo

Multimédia