Províncias

Caminho de ferro com nova ponte sobre o rio Giraúl

João Upale| Namibe

A reabilitação da ponte do Caminho-de-Ferro de Moçâmedes sobre o rio Giraúl de Baixo, na cidade do Namibe, começou, na segunda-feira, com a destruição dos restos da ligação ferroviária danificada pelas chuvas de Março.

A reabilitação da ponte do Caminho-de-Ferro de Moçâmedes sobre o rio Giraúl de Baixo, na cidade do Namibe, começou, na segunda-feira, com a destruição dos restos da ligação ferroviária danificada pelas chuvas de Março.
A ponte vai ter 188 metros e as obras, que vão durar sete meses, estão orçadas em 11 milhões de dólares. O gerente do projecto, Wei Rui Hai, garantiu, na sexta-feira, que “ tudo está a postos” para a obra ser entregue dentro dos prazos previstos. Os trabalhos, afirmou, prendem-se com a escavação da fundação no leito do rio e posterior colocação dos suportes em vigas e dos tabuleiros prefabricados.
O presidente do Conselho de Administração do Caminho-de-Ferro de Moçâmedes disse que os trabalhos decorrem dentro do ritmo planificado e que o Executivo cumpre as metas traçadas e os compromissos assumidos com a população do Namibe.
“É uma grande satisfação para todos a reposição da ponte, com características dentro dos parâmetros internacionais e que pode durar mais de cem anos”, declarou Domingos Quipaxe, acrescentando que a infra-estrutura vai ajudar a melhorar a circulação de pessoas e mercadorias.

Tempo

Multimédia