Províncias

Centro de emprego forma centenas de jovens

Afonso Costa | Namibe

Jovens foram formados este ano pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP) no Namibe em várias áreas.

Cada vez mais jovens são lançados no mercado de trabalho da província
Fotografia: Mota Ambrósio

Os recém-formados, num total de 520 jovens, especializaram-se nos cursos de electricidade de alta tensão, canalização, alvenaria, serralharia civil, contabilidade e gestão, informática, além de corte e costura.
O chefe dos serviços provinciais no Namibe do INEFOP, António Lufuma Dala, reuniu-se com os responsáveis dos recursos humanos de empresas públicas e privadas, e do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), com o objectivo de prestar esclarecimentos sobre os resultados do ciclo formativo do ano 2014 no Namibe.
“As vezes sentimos que as empresas não têm conhecimento de que estamos a formar jovens em várias especialidades e acabam por fazer o recrutamento de pessoal sem formação na rua”, disse o responsável.
Estes encontros, esclareceu o responsável do INEFOP local, são realizados no final de cada ciclo de formação, no sentido de informar as entidades empregadoras, parceiros sociais e outras associações profissionais interessadas sobre aquilo que são os resultados do INEFP.  A Lei de Emprego, no seu artigo 14º, estabelece que qualquer empresa pública ou privada, sempre que tiver de admitir pessoal deve, em primeira instância, comunicar ao INEFOP. 
António Dala considerou que o não cumprimento deste pressuposto estrangula o sistema de estatística do MAPTSS, já que é através do INEFOP que se tem conhecimento do número de empregados e desempregados. Na sede provincial, o INEFOP conta com cinco unidades de formação, além de outra virada essencialmente para o ramo de construção civil.  Dispõe ainda de um centro integrado de formação profissional no Tômbwa e pavilhão de artes e ofícios nos municípios do Virei, Camucuio e na comuna da Lucira.

Tempo

Multimédia