Províncias

Escola da Aida tem bomba de água

Manuel de Sousa| Namibe

 A população da Aida, povoação situada a oito quilómetros da cidade do Namibe, vai receber mais água potável, fruto da entrada em funcionamento de uma bomba volante instalada na escola.

O novo sistema de abastecimento de água vai beneficiar mais de 200 mil pessoas
Fotografia: Afonso Costa | Namibe

 A população da Aida, povoação situada a oito quilómetros da cidade do Namibe, vai receber mais água potável, fruto da entrada em funcionamento de uma bomba volante instalada na escola.
A bomba foi reabilitada pelo Governo Provincial e as obras duraram 90 dias, tendo a empreitada orçado em 880 mil Kwanzas. O sistema de fornecimento de água potável, inaugurado pela governadora do Namibe Cândida Celeste, vai beneficiar 200 mil habitantes e serve igualmente para irrigar os campos agrícolas e dar de beber ao gado.
A governadora da província do Namibe, Cândida Celeste da Silva, ao dirigir-se às pessoas presentes no acto de inauguração do sistema de água, realçou que a reabilitação da bomba de água “está integrada no programa do governo que visa o combate à pobreza.”
   Cândida Celeste referiu que “na província do Namibe, levar água potável às pessoas e criar bebedouros para o gado é uma das formas mais eficazes de combater a fome e a pobreza”.
Cândida Celeste pediu aos alunos e professores da escola Aida, a conservarem o bem público para que dure mais tempo: “é necessário que cuidem bem da bomba para que ela dure mais tempo. Como foi instalada na escola, os adultos devem impedir que as crianças façam dela um brinquedo”.
A falta de um bebedouro para o gado na localidade da Aida preocupa o Governo Provincial. Cândida Celeste prometeu que vai rapidamente solucionar esse problema.
António Culanda, soba da povoação da Aida, disse que a reabilitação da bomba vai permitir que os alunos se apresentem limpos nas aulas e diminuam as doenças causadas pelo consumo de água não tratada.
António Nangolo, professor da escola, disse que os ganhos da enmtrada em funcionamento da bomba de água estão à vista, “mas é necessário orientar as crianças para o uso correcto da bomba”.
O professor da escola da Aida informou que “temos um guarda na escola que para além de controlar, vai também orientar e ensinar os alunos e a população no uso correcto da bomba para que ela não se estrague. Estamos felizes pela reabilitação da bomba que vai beneficiar os alunos, os professores e comunidade, contribuindo para o bem-estar de todos”finalizou.

Tempo

Multimédia