Províncias

Exigido maior rigor no combate ao abuso sexual

A vice-governadora para a esfera Política e Social do Namibe, Josefa Cangombe, reiterou ontem a importância do envolvimento de todos os membros da comunidade, particularmente dos pais e educadores, no combate contra os abusos sexuais.

Josefa Cangombe, que falava na cidade de Moçâmedes durante a abertura da Jornada sobre os Direitos da Criança, reconheceu existir uma certa dificuldade de se combaterem os casos de abusos contra a criança, pelo facto de muitos deles ocorrerem no seio da família das vítimas.
A vice-governadora defendeu também a necessidade de se estabelecerem mecanismos de prevenção dos actos que comprometam o desenvolvimento integral da criança. Para si, não basta condenar os agressores, mas é crucial que se mude a mentalidade das pessoas e das condições que provocam a violência. Josefa Cangombe revelou que as estatísticas sobre os abusos sexuais contra crianças referem que a nível nacional foram registados, em 2015, 1.150 casos, cujos agressores são pais, familiares directos, vizinhos e educadores. Pelo menos 820 agressores encontram-se detidos. No primeiro semestre do ano em curso, avança a vice-governadora provincial do Namibe, foram registados 252 casos de abuso sexual, no país, sendo que 125 das vítimas são menores de 12 anos.
Em função disso, a vice-governadora aconselhou o reforço da divulgação de assuntos relacionados com a problemática da violência contra a criança, as suas causas e consequências.

Tempo

Multimédia