Províncias

Gestores escolares recebem formação

JOÃO UPALE | Namibe

Gestores de diversas instituições escolares da província do Namibe foram dotados de conhecimentos durante uma acção formativa, com vista fazer face aos novos desafios, sobretudo no ano lectivo/2013, prestes a iniciar-se.

Participantes no seminário de formação em gestão acreditam numa melhor organização da direcção das escolas da província do Namibe
Fotografia: Afonso Costa|Namibe

Gestores de diversas instituições escolares da província do Namibe foram dotados de conhecimentos durante uma acção formativa, com vista fazer face aos novos desafios, sobretudo no ano lectivo/2013, prestes a iniciar-se.
Promovido pela direcção provincial da Educação, durante a formação, de dois dias, em que participaram 130 directores, sub-directores e chefes de repartições municipais foram abordados, entre outros temas, “A gestão escolar,” o “Perfil do director de escola”, “Escolas amigas da criança” e a “Competência do director de escola”, além da “Influência da escola perante a comunidade”.
O chefe do departamento de Educação, José Emílio Cawele, em representação do director provincial, disse ser importante que os directores estejam a altura de corresponderem aos desafios do futuro.
O trabalho implementado pela direcção de Educação, referiu, está num bom caminho, embora reconheça existirem algumas dificuldades de vária ordem que, com empenho e dedicação, podem ser ultrapassados.
José Emílio Cawele disse que cada responsável de escola deve saber governar numa perspectiva sistemática e de ventilação dos seus problemas, accionando todos os recursos humanos, materiais e financeiros para a resolução e satisfação dos seus anseios, com vista a alcançar o sucesso escolar e educativo dos alunos.
Pensamos que todos os dias encaramos aqueles alunos que vêm mal formados, a partir da base, e outros transferidos de outras províncias. Por isso é importante que as direcções das escolas, os professores, tenham a preocupação de ultrapassar este problema, para se alcançar a qualidade do ensino pretendida”, precisou.
Os participantes ao seminário de capacitação em gestão de directores escolares acreditam numa melhorar gestão e que as ferramentas adquiridas vão ajudar a melhorar o ensino na província e no relacionamento com os pais e encarregados de educação.
Gilberto Chimuco, gestor de uma escola do município da Bibala, disse ao Jornal de Angola que o problema do ensino no país é ainda bastante complexo e discutível, mas acredita que com alguns esforços a situação pode se inverter para o melhor.
“Qualquer um de nós deve reconhecer o empenho do Executivo, pois muita coisa avançou. As acções de formação são um indicador de que existe vontade de melhorar o nível de ensino no país”, disse.
Paulino Camati Ngongo, do Virei, disse que refrescamentos do género são bem-vindos, uma vez que o habilita como dirigir uma determinada instituição escolar, bem como saber lidar com a comunidade estudantil e a população em geral. Disse ainda que trabalhar no município do Virei é muito complicado, visto que a maioria da população dedica-se à pastorícia. Problemas climáticos na região têm contribuído negativamente para a desistência de muitos estudantes, constatou.
O director provincial da Educação, Pacheco Francisco, realçou a importância da concretização deste seminário de formação de gestores escolares a nível da província do Namibe. Ele visou contribuir de forma exitosa para a melhoria da qualidade do ensino.
“Vamos trabalhar também no sentido de implementar o plano provincial de desenvolvimento da educação”, concluiu.

Tempo

Multimédia