Províncias

Idosos do lar Ondjuvo Yetu recebem bens diversos

João Upale| Namibe e Quinito Kanhameni| Ondjiva

Idosos do lar da terceira idade Ondjuvo Yetu, no Namibe, receberam um donativo constituído por aparelhos eléctricos, numa acção da empresa Nossa Seguros.

Administrador da Nossa Seguros Manuel Vicente Inglês Pinto disse que o gesto traduz a política de responsabilidade social da empresa
Fotografia: Mavitidi Mulaza|

Ferros de engomar, fogão industrial, gerador eléctrico, máquinas de lavar roupa, arcas, electrobombas, rádios e três triciclos motorizados e respectivos capacetes constam do donativo.
O director do lar, Fernando Rodrigues, agradeceu o gesto da Nossa Seguros e apelou a outros organismos no sentido de seguirem o exemplo da seguradora.Fernando Rodrigues lamentou o número insuficiente de pessoal técnico e auxiliar, a falta de meios de transporte para apoio à direcção do lar, que encontra grandes dificuldades em poder resolver certos problemas.

Política de responsabilidade

O administrador não executivo da Nossa Seguros, Manuel Vicente Inglês Pinto, em representação do Conselho de Administração, realçou que o gesto traduz a política de responsabilidade social da empresa, ao reconhecer que os lares de terceira idade em particular têm dificuldades de ordem material.
 “Procuramos dar o nosso contributo aos mais velhos que se encontram neste lar para que possam sentir-se enquadrados na sociedade. Esta é a nossa responsabilidade social”, disse o administrador da Nossa Seguros.
 A vice-governadora para a área política e social, Maria dos Anjos Mahove, encorajou a empresa Nossa Seguros a prosseguir a acção de solidariedade para incentivar outras instituições ou pessoas singulares a solidarizarem-se com os problemas que o lar de terceira idade enfrenta.
“Apelo à sociedade civil, instituições públicas e privadas a estenderem a mão às pessoas necessitadas, porque estas precisam do amor, do carinho, do apoio e o Governo conta com estas instituições para que possam dar resposta às principais necessidades da nossa população”, disse.

Idosos do Cunene 

Os idosos afectos a Caixa Social das Forças Armadas Angolanas e as crianças com necessidades especiais da escola do ensino especial “Rainha Nekoto”, na cidade de Ondjiva, província do Cunene, receberam, sexta-feira, seis toneladas de bens alimentares da organização não-governamental “Walalepo Jeová Sabaoth”. Além de arroz, fuba de milho, chouriço e conserva de carne seca foram, igualmente, entregues quadros pretos, material didáctico, mochilas e 1000 bíblias traduzidas em língua kwanhama.
O presidente da organização disse que a acção de solidariedade teve o apoio da Fundação Eduardo dos Santos, Forças Armadas Angolanas e Ministério da Educação. Explicou que está prevista, proximamente, a entrega de doações aos deficientes e psico-dependentes das províncias do Uíge e Kwanza-Norte. A representante da Caixa Social, Caty de Freitas, recebeu formalmente os bens e disse que vão contribuir para mitigar, também, os efeitos da seca que afecta a região.
Explicou que o donativo vai ser imediatamente distribuído aos idosos e crianças com necessidades especiais para proporcionar-lhes um Natal feliz.A professora da escola especial “Rainha Nekoto”, Mildrey Bonga, louvou o gesto e apelou outras organizações não-governamentais a promoverem iniciativas do género. Médicos, assistentes sociais e fiéis de diversas igrejas estiveram na província do Cunene durante uma semana a desenvolver acções filantrópicas promovidas pela organização Walalepo.

Tempo

Multimédia