Províncias

Investimentos protegem a fauna e desenvolvem o turismo regional

Maximiano Filipe | Benguela

O Ministério do Ambiente está a desenvolver um programa de requalificação do Parque Nacional da Chimalavera, no município da Baía Farta, a 30 quilómetros da sede de Benguela.

Projecto de requalificação prevê criar uma equipa de segurança ambiental
Fotografia: DR

O Ministério do Ambiente está a desenvolver um programa de requalificação do Parque Nacional da Chimalavera, no município da Baía Farta, a 30 quilómetros da sede de Benguela.
Os trabalhos, que decorrem no quadro do Programa Nacional de Requalificação dos parques nacionais, contam com a parceria directa do governo da província de Benguela e da empresa imobiliária Imogestin.
No quadro desta iniciativa, foram criados alojamentos, um centro de convívio (jango), sistema de captação de água, bebedouros para os animais, equipamentos de manutenção  e um espaço de lazer e acolhimento.
Na primeira fase do projecto, a Imogestin investiu 400 mil dólares norte-americanos. Na segunda, a empresa vai instalar uma vedação com arame farpado, de forma a proteger os animais dos caçadores furtivos. Localizado na comuna do Dombe Grande, o parque da Chimalavera, com uma dimensão de 150 quilómetros quadrados, terá dez residências até Novembro próximo. No quadro do projecto de requalificação, está prevista a criação de uma equipa especializada em segurança ambiental, que vai fiscalizar a gestão, manutenção e a protecção das espécies animais e dos turistas.

Apoio internacional

A ministra do Ambiente, Fátima Jardim, manifestou-se satisfeita com os passos dados na reestruturação e requalificação do Parque Nacional da Chimalavera. A titular da pasta do Ambiente salientou que foram rubricados, recentemente, com a Namíbia e África do Sul, acordos que viabilizaram o referido projecto.
No quadro das relações existentes com estes países, o parque vai receber 100 espécies animais, cujo transporte será da responsabilidade das autoridades de Benguela, como garantiu o governador Armando da Cruz Neto.
A ministra Fátima Jardim anunciou igualmente que está previsto o aumento do contingente de fiscais do parque, assim como a sua formação, em parceria com as Forças Armadas Angolanas.

Tempo

Multimédia