Províncias

Jornalistas ao serviço da cidadania

João Upale | Moçâmedes

O ministro da Comunicação Social apelou ontem aos jornalistas em geral e do Namibe em particular a pautarem pela realização de um trabalho exemplar, isento, imparcial, responsável e de rigor, que satisfaça todos os cidadãos, sem excepção.

José Luís de Matos voltou a defender em Moçâmedes um jornalismo isento e responsável
Fotografia: Afonso Costa | Edições Novembro | Namibe

José Luís de Matos falava à imprensa, na cidade de Moçâmedes, no termo da cerimónia de inauguração do novo Centro de Produção da Televisão Pública de Angola (TPA), tendo sublinhado que a construção das novas infra-estruturas sociais, num  investimento do Executivo, visa dotar a província do Namibe de um instrumento essencial para que os cidadãos usufruam do direito à informação.
As obras das novas instalações do Centro de Produção da TPA estão inscritas no Programa de Investimentos Públicos (PIP) do Ministério da Comunicação Social e localizam-se nas imediações do Estádio de futebol “Joaquim Morais”.
O presidente do conselho de administração da Televisão Pública de Angola (TPA), Hélder Bárber, disse que as estruturas físicas do Centro de Produção, erguidas de raiz, estão bem apetrechadas técnica e materialmente. “Estão aqui criadas as condições de trabalho para que a TPA no Namibe possa desenvolver o seu trabalho com eficácia e eficiência, beneficiando desta forma os seus trabalhadores de condições condignas de trabalho”, disse.
Hélder Bárber lembrou que num passado recente o Governo Provincial do Namibe executou um importante trabalho na TPA da província, que permitiu ter o sinal aberto da Televisão Pública de Angola em todos os municípios, estando agora os  esforços da sua direcção voltados para a sua correcta exploração e manutenção. Hélder Bárber exortou os trabalhadores a conservarem este bem público, como forma de valorizar o investimento feito pelo Executivo.
O governador provincial do Namibe, Carlos da Rocha Cruz, realçou que as novas infra-estruturas da TPA e da RNA ontem inauguradas em Moçâmedes e na vila piscatória do Tômbwa abrem novas perspectivas para a promoção das potencialidades culturais, turísticas e económicas que a província do Namibe ostenta, e contribuir para o seu desenvolvimento multifacetado e sustentável.

Rádio Tômbwa

O ministro José Luís de Matos inaugurou ontem, no município doTômbwa, 93 quilómetros a sul da cidade de Moçâmedes, capital da província do Namibe, novas instalações da Rádio Nacional de Angola (RNA). As novas infra-estruturas,  financiadas pelo Executivo,  garantem acomodação digna aos trabalhadores e melhorias na prestação do serviço público aos radiouvintes.
A Rádio Tômbwa funciona na frequência de 95.9 megahertz. O presidente do conselho de administração da RNA, António Henriques, salientou que a inauguração da Rádio Tômbwa é mais um objectivo atingido no "cumprimento das directrizes traçadas pelo Executivo para os órgãos de comunicação social públicos".
A província do Namibe, acrescentou o responsável, tem vindo a conhecer elevados investimentos públicos e privados e a RNA pretende ser um motor da promoção desse desenvolvimento, procurando estar cada vez mais perto da população, manifestando as suas realizações económicas, sociais e culturais.
À população do município do Tômbwa e de toda a província do Namibe,  António Henriques disse que “esta é a vossa Rádio”, prometendo “tudo fazer” para corresponder às expectativas dos cidadãos.
A vice-governadora para a Área Política e Social, Josefa Cangombe, apelou aos profissionais da Rádio Tômbwa a primarem pelo rigor na informação ao público.
“Vamos continuar, como sempre, a ter uma informação séria, aquela que promove o respeito pelos valores éticos e sociais”, disse.

Tempo

Multimédia