Províncias

Mais docentes para o Namibe

Um total de 220 estudantes concluíram, neste ano lectivo, no município de Moçâmedes, província do Namibe, a formação média na especialidade de pedagogia, na Escola de Formação de Professores (EFP).

Na cerimónia de encerramento de fim de ano e entrega de diplomas aos finalistas, o director da Escola de Formação de Professores, Valério Arcanjo, disse que a educação é um sector que se assume cada vez mais dinâmico e competitivo e, para tal, urge a necessidade da formação do homem.
Valério Arcanjo disse que a instituição formou 220 estudantes nas diferentes especialidades como a de Matemática e Física, Biologia e Química, Geografia e História, Língua Portuguesa, Inglês, Francês, Magistério primário e educação.
O responsável considerou positivo o desempenho dos alunos, apesar de ainda alguns terem desistido e outros reprovado, mas um número insignificante.O docente espera dos futuros professores, indivíduos responsáveis que têm sempre em mente os valores da igualdade, solidariedade, justiça e comprometidos com a transformação de uma Angola cada vez melhor.
Os finalistas, numa mensagem lida na ocasião, agradeceram a dedicação do corpo docente que nos momentos difíceis da sua formação sempre tiveram a paciência de os ensinar,  pois a alegria de hoje também faz parte do contributo, carinho e do estímulo usados como “armas” para a conquista da vitória.
Pais e encarregados de educação dos finalistas agradeceram o trabalho da instituição, pois formaram jovens com muita responsabilidade. “Estamos satisfeitos porque a EFP formou de facto bons professores, os nossos filhos, que, doravante, poderão contribuir com o seu conhecimento no sector da Educação em várias especialidades curriculares”, afirmaram os encarregados de educação. Desde a sua criação na província, nos anos 80, já foram formados mais de cinco mil finalistas.

Tempo

Multimédia