Províncias

Namibe obtém Magistério Primário

João Upale| Namibe

Os futuros professores da província do Namibe vão estudar em melhores condições, nos próximos dias, com a entrada em funcionamento, desde ontem, de um Magistério Primário, inaugurado pelo governador provincial, Rui Falcão.

Instituição de ensino foi construída no quadro das acções do Governo Provincial com base na criação e melhoria das infra-estruturas escolares
Fotografia: Domingos Cadência

Denominada “ Júlia Lopes”, a escola do II ciclo do ensino secundário dispõe de 12 salas de aula e está localizada no bairro 5 de Abril, uma das zonas de maior concentração populacional na periferia da cidade do Namibe.
A instituição de ensino foi edificada no âmbito do projecto do Governo Provincial, com base na criação, aumento e melhoramento das infra-estruturas escolares. O empreendimento faz parte do Programa de Investimento Público (PIP) /2014.
O Magistério Primário vai absorver 1.296 alunos repartidos em três turno, com  capacidade para acolher 36 alunos.
A directora da escola, Lúcia Calolo, disse que o estabelecimento de ensino  também contribui para a formação de professores para os subsistemas do ensino primário e do pré-escolar nas vertentes de formação inicial, contínua e à distância.
Apesar da criação da actual instituição, a responsável disse faltar ainda uma outra escola do ensino primário anexa a este Magistério Primário, para garantir as práticas pedagógicas.  A escola, que lecciona da décima à 13.ª classe, foi criada a 3 de Março deste ano, através do Decreto Executivo conjunto entre os Ministérios da Educação e da Administração do Território n.º 63/15. No presente ano lectivo, estão matriculados 673 alunos, dos quais 516 frequentam o curso de Magistério Primário e 157 ingressaram no curso pré-escolar.
As aulas são asseguradas por 49 professores, com contribuição de nove funcionários administrativos, oito auxiliares de limpeza e quatro agentes de protecção física. O governador provincial do Namibe, Rui Falcão, considerou que não há desenvolvimento num determinado país se não houver educação.
Autoridades vão continuar a trabalhar para a construção, nos próximos tempos, de mais escolas e unidades de saúde. Neste caso, mais duas escolas primárias, de 12 salas, e dois institutos politécnicos e outras infra-estruturas sociais vão ser erguidas noutras áreas para garantir o desenvolvimento social.
O governador  provincial considerou a homenagem à falecida Júlia Lopes, que ganhou o diploma do Magistério Primário, por se tratar de uma “verdadeira heroína na nossa pátria, que ajudou na construção da Independência e da liberdade”.

Tempo

Multimédia