Províncias

Nova ponte permite escoar os produtos

Arão Martins | Lubango

O escoamento dos produtos cultivados nas comunas do Jau, município da Chibia, Palanca, Humpata e em parte do Virei, beneficiam as províncias do Namibe e da Huíla, com a abertura da ponte sobre o rio Cunene.

A ponte, que estava inactiva desde 1992, é também uma alternativa aos camiões provenientes da Namíbia e do Cunene em direcção ao Namibe, sem precisarem de passarem pelo centro da cidade do Lubango.
Na reconstrução da ponte, feita pela Empresa Nacional de Pontes (ENP), o Governo Provincial da Huíla investiu 117 milhões de kwanzas. A ponte tem 36,57 metros de comprimento e 4,20 de largura e capacidade superior a 50 toneladas.
A administradora municipal da Chibia salientou a importância na concretização do Programa de Combate à Pobreza.
Otília Noloti referiu que para as comunidades participarem naquele programa têm de ter as vias de acesso operacionais. />Com a reabertura da ponte, disse, os agricultores da comuna do Jau diminuem as perdas que eram causadas por falta de escoamento da produção do campo para a cidade.
A administradora municipal anunciou que as pontes sobre os rios Muhale, Cangolo, Mankipa também começam a funcionar em breve.
O administrador municipal do Lubango disse que a ponte vai aproximar mais os camponeses da cidade
Francisco Barros recordou que continua a ser reabilitada a estrada que liga o Quilómetro 16 à sede municipal da Humpata e passa pela comuna da Huíla.
A estrada permite que os camiões provenientes do sul do país como destino ao Namibe e Benguela deixem de passar pelo centro da cidade do Lubango.

Tempo

Multimédia