Províncias

Novas infra-estruturas na província do Namibe

João Upale | Namibe

No Namibe vão ser construídas, este ano, 193 salas de carácter definitivo, afirmou, ao Jornal de Angola, o delegado provincial da Educação.

No Namibe vão ser construídas, este ano, 193 salas de carácter definitivo, afirmou, ao Jornal de Angola, o delegado provincial da Educação.
Pacheco Francisco afirmou que, além disso, está projectada a construção de dez casas de passagem para os professores, que vão assegurar o funcionamento da Escola Superior Pedagógica e que, tendo em conta a execução do programa da saúde escolar, cada instituição passa a ter um posto de saúde.
Outras apostas, este ano, são o desenvolvimento do desporto escolar e formação de professores de educação física, manual e plástica e de musical.
Entre as inovações estão também a execução do módulo três para a alfabetização, elaboração da carta escolar e a melhoria do sistema de informação estatística.

Professores qualificados

O delegado da Educação revelou que a província recebeu, no ano passado, 53 novos finalistas do Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) e que, desde 2010, a instituição escolar já formou 88 docentes. Para este ano, anunciou a chegada de 96 finalistas, que vão atenuar a falta de professores no ensino superior.

Reforma educativa

Pacheco Francisco recordou que Angola está longe de atingir o objectivo do ensino primário universal de qualidade devido ao conflito armado, que provocou desordem no sector, mas que, desde 2002, o Executivo tem revitalizado a Educação.
De 2002 a 2008, disse, a reforma educativa originou o aumento dos índices de aproveitamento escolar, a eficácia do sistema de ensino e a redução das taxas de abandono e repetição.
A falta de planeamento estratégico a médio prazo e de competências apropriadas de funcionários, professores e directores de escolas, bem como a fraca coordenação dos vários agentes, declarou, são os principais motivos das debilidades do sistema.
O director da Educação referiu que quadros seniores da Educação trabalharam, com peritos da União Europeia, na elaboração de um plano para o desenvolvimento dos recursos humanos, das estruturas de planeamento de orçamento e de gestão do sistema educativo.

Tempo

Multimédia