Províncias

Obras no Namibe estão atrasadas

João Upale | Namibe

A governadora do Namibe, Cândida Celeste, esteve reunida na terça-feira com os responsáveis de empresas que concorreram para a construção de 200 fogos habitacionais, nos seis municípios da província, a par de outras infra-estruturas sociais.

A governadora do Namibe, Cândida Celeste, esteve reunida na terça-feira com os responsáveis de empresas que concorreram para a construção de 200 fogos habitacionais, nos seis municípios da província, a par de outras infra-estruturas sociais.
O encontro contou com a presença dos administradores municipais e responsáveis do Gabinete de Estudos e Planeamento.
 “Achámos por bem ouvir directamente dos empresários o seu ponto de vista. Sabemos que nem todos concordam em construir as casas, devido aos valores baixos que foram atribuídos para cada uma delas”, disse a governadora.
Cândida Celeste pediu às empresas para fazerem esforços no sentido de honrar os compromissos que assumiram, embora, conforme sublinhou, “não vão ganhar grande coisa nessas obras, mas, por mais difícil que seja a actividade, temos de saber honrar os nossos compromissos”, acrescentou.
A governadora referiu que foram encontradas algumas dificuldades nas infra-estruturas, porque algumas empresas concorreram, aceitaram e assinaram, mas, a meio do caminho, desistiram.
O governo provincial, ainda de acordo com a governadora, está preocupado com a eventualidade de algumas empresas devolverem as tranches financeiras que receberam, por manifesta incapacidade.

Tempo

Multimédia