Províncias

Ponte do Curoca acabada este ano

Vladimir Prata| Namibe

A nova ponte sobre o rio Curoca, na Estrada Nacional 100-3, que liga a cidade do Namibe ao município do Tômbwa, fica concluída em Setembro, garantiu o director provincial do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA), Edgar de Oliveira Xavier.

As obras de recuperação da ponte sobre o rio Giraul de Cima que liga o Namibe à Huíla e foi derrubada pelas cheias decorrem a bom ritmo
Fotografia: Vladimir Prata| Namibe

A nova infra-estrutura rodoviária instalada substitui a antiga ponte metálica que tinha uma única faixa de rodagem e uma capacidade para suportar apenas 15 toneladas.
A actual ponte é feita de betão e passa a ter duas faixas de rodagem, com uma dimensão de 801 metros de comprimento, 11 de largura e oito de altura em relação ao nível do rio, e tem capacidade para suportar mais de 60 toneladas. Com a conclusão da ponte, fica praticamente concluída a reabilitação da estrada Namibe/Tombwa, numa extensão de 95 quilómetros.
Considerada de capital importância para o desenvolvimento económico da província do Namibe, devido ao potencial que o município do Tombwa possui em termos de recursos piscatórios, a via foi alargada e recebeu um novo tapete asfáltico, sinalização vertical e horizontal, tendo sido inaugurada em Novembro passado pelo Vice-Presidente da República, Manuel Vicente, por ocasião do aniversário da Independência Nacional.
A estrada, cujas obras foram executadas pela Sociedade de Empreendimentos e Obras Públicas (SEOP), entre Junho de 2008 e Setembro de 2011, passou a ter uma largura de nove metros pavimentados, uma faixa de rodagem de sete metros revestida com betão betuminoso e bermas com um metro.
Além da ponte sobre o rio Curoca, que recebeu a visita do governador provincial, Rui Falcão, estão ainda em execução quatro novas pontes na província do Namibe: sobre o rio Bentiaba, com 220 metros de comprimento, sobre o rio Carunjamba, com 160 metros, sobre o rio Inamangando, com 80 metros, e sobre o rio Mukungo, com 60 metros.
De acordo, ainda, com o director provincial do Instituto Nacional de Estrada de Angola (INEA), Edgar Xavier, cerca de 300 trabalhadores estão destacados nas referidas empreitadas, 70 por cento dos quais são de nacionalidade angolana.
À espera continua a reposição da ponte sobre o rio Giraul de Cima, na Estrada Nacional 280 que liga o Namibe à província da Huíla, em virtude de a anterior ter sido derrubada pelas cheias ocorridas em Março do ano passado. O projecto para a construção da mesma está orçado em mais de três mil milhões de kwanzas, e consta do Programa de Desenvolvimento da Província do Namibe para o quinquénio 2013-2017.

Estrada Tombwa-Iona

Cerca de 92 quilómetros da estrada terciária que liga a sede do município do Tombwa à comuna do Iona, no Namibe, já foram recuperados pelo Governo Provincial. A empreitada, a cargo da empresa Ana Vany, teve início em meados de 2011 e, nesta altura, está com um grau de execução a rondar os 50 por cento. Os trabalhos, a serem fiscalizados pela empresa Space Project, incidem no alargamento da via e terraplanagem, numa extensão de 200 quilómetros. Nesta altura, com a melhoria de mais de 90 quilómetros de estrada, foi possível reduzir o tempo de viagem até Iona, de quatro para duas horas.
O empreiteiro alega, entretanto, dificuldades na reabilitação do referido troço devido às condições climáticas da região e ao relevo, factores que estão na base do ligeiro atraso da obra, mas garante que a empreitada vai ser levada até ao fim, de modo a honrar o seu compromisso.
O governador Rui Falcão, que visitou a região, expressou a sua satisfação pelo andamento dos trabalhos e encorajou as empresas que actuam no terreno a manterem-se firmes na empreitada.

Tempo

Multimédia