Províncias

Terapeuta recomenda uso de plantas

O terapeuta tradicional Miguel Chindala disse na cidade do Namibe que as famílias deviam fazer uso de medicamentos baseados nas plantas. E defendeu que cada família deve ter uma planta ou árvore medicinal no quintal de casa, uma vez que elas ajudam a prevenir doenças.

No país existem plantas com teor medicinal e que não causam prejuízo à saúde humana
Fotografia: Jornal de Angola

Apontou a erva “Santa Maria”, gergelim, castanheira, mangueira, laranjeira ou limoeiro, como plantas que “nunca devem faltar nos quintais das nossas casas, uma vez que além da sombra que proporcionam, podem servir para chás apropriados para prevenir certas doenças
”O terapeuta tradicional citou que as plantas podem resolver problemas de asma, tosse  e gripes por meio de chá.
Miguel Chindala advertiu igualmente os hipertensos a optarem pelo tratamento tradicional com vista a buscar a cura o mais rápido possível. “Estes podem envelhecer ou mesmo morrer com a doença, caso continuem a recorrer à medicina convencional”, afirmou.
O terapeuta realçou que não quer desvalorizar a medicina moderna, tendo apelado a que as pessoas procurem o médico e tomem os medicamentos químicos, sempre que tenham essa possibilidade. “Mas devem evitar tomar muitos químicos, tendo em conta que eles podem causar intoxicações e outros problemas”.
Miguel Chindala referiu que Angola tem muitas plantas com teor medicinal e que não causam prejuízos à saúde humana. “Podemos afirmar que a planta é melhor que uma droga ou produto químico”. O terapeuta é o chefe da comissão organizadora da Câmara dos Profissionais da Medicina Tradicional em Angola e considerou que a arte de curar através da medicina tradicional está no bom caminho.
A medicina natural “é a mãe da convencional, pois quando não existia a medicina moderna, a terapia tradicional sempre curou milhares de pessoas, através do mbrututu (antibiótico principal), mel, olohengo, olossombo, olohungo, entre outros elementos que promovem a saúde humana. Enumerou algumas plantas com poder para curar várias doenças comuns na província e no país, como a castanheira, de capital importância e rica em benzatina para o tratamento de doenças de transmissão sexual, como a sífilis, gonorreia e outras.
O Fórum da Medicina Tradicional (FOMETRA) a nível da província do Namibe iniciou a sua actividade com 17 terapeutas, mas conta actualmente com 64 membros.

Tempo

Multimédia