Províncias

Terra é atribuída às pessoas disponíveis

O governador da província do Namibe disse que a propriedade da terra deve ser dada aos cidadãos que têm força e vontade de produzir bens alimentares para as populações.

Programa de apoio às famílias camponesas vai permitir o aumento da produção agrícola
Fotografia: Rogério Tuty

Rui Falcão falava num fórum sobre a mulher rural, sob o lema “A promoção e integração da mulher rural no processo de desenvolvimento”. O governador do Namibe explicou que o fórum visa, desde logo, auscultar a mulher rural sobre o que são as suas principais preocupações e inquietações, para que o Executivo possa, em definitivo, determinar e orientar políticas que satisfaçam as suas necessidades básicas.
“Muito já foi feito no país desde o lançamento do Programa Nacional de Apoio à Mulher Rural, projecto que não teria alcançado os êxitos que conseguiu se não tivesse uma líder forte e que devo reconhecer, a doutora Ana Paula dos Santos. O programa já permitiu melhorar significativamente a vida das nossas populações, com a construção de escolas e oferta de novos serviços de saúde em todas as localidades do país e a  melhoria na produção a vários níveis com a participação das mulheres", sublinhou.
O responsável salientou que o país começou a crescer agora para o desenvolvimento e ainda depara-se com muitas insuficiências e disse que, para tal, são necessárias a promoção e integração da mulher rural no processo de desenvolvimento.
A sua integração, prosseguiu, deve ser feita através da sua maior participação na cultura, no sistema de ensino, formação profissional e acesso ao primeiro emprego, o que lhe vai permitir  mais comunicação e informação para que possa ter cultura para o acesso ao crédito, habitação, água, saúde e à terra.
Rui Falcão precisou que o  programa de apoio directo às famílias camponesas, traçado pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, na província do Namibe vai permitir a implantação de novos sistemas de abastecimento de água em mais de 100 localidades, de modo a que a população deixe de ter o problema da água para consumo humano, agricultura e para o abeberamento do gado".
Durante o seu discurso, no acto de abertura do fórum, Rui Falcão  destacou igualmente que o Governo Provincial  vai, este ano, implantar 15 novas zonas de desenvolvimento agrícola, sendo três em cada município do Namibe, Virei, Bibala, Tômbwa e Camucuio, que vão permitir produzir mais e melhor tendo em conta que vão receber meios para o efeito, como tractores, motobombas, mangueiras e fundamentalmente carros para recolha e venda de produtos.
O governador do Namibe apelou, por outro lado, às mulheres a organizarem-se nas diversas associações de  forma a fiscalizarem todo o projecto que é executado pelo Governo, desde o princípio até ao fim.
A  província do Namibe não tem nenhum problema  mas sim desafios, e estes devem ser vencidos com muito trabalho e dedicação de todos, concluiu. Participam neste fórum mais de 500 mulheres provenientes dos cinco municípios do Namibe.

Tempo

Multimédia