Províncias

Toneladas de sardinhas deram à costa no Namibe

Manuel de Sousa | Namibe

Alterações climáticas e diminuição de oxigénio são, presumivelmente, as causas do surgimento de 100 toneladas de sardinha e outras espécies mortas na baía da vila piscatória do Tômbwa.

Alterações climáticas e diminuição de oxigénio são, presumivelmente, as causas do surgimento de 100 toneladas de sardinha e outras espécies mortas na baía da vila piscatória do Tômbwa.
A revelação foi feita na segunda-feira pelo ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural e Pescas, João Pedro Canga, momentos depois de ter visitado o local. “Esta é uma situação cíclica que acontece em Angola e em toda a parte do mundo. Normalmente devem-se a factores climáticos e à diminuição do oxigénio no mar”, explicou.
 O governante garantiu que os especialistas do sector das Pescas estão a trabalhar e que nos próximos dias darão uma resposta mais substancial sobre o facto.
Pedro Canga aconselha a população daquela localidade a evitar o consumo do referido peixe, já que pode ser nocivo para a saúde.

Tempo

Multimédia